• 06 maio 21

    Neste primeiro trimestre do ano, desde que teve início a campanha de vacinação contra a Covid-19, temos observado uma queda no número de casos, bem como no índice de mortalidade, entre os idosos.

    Sim, temos motivos para começarmos a voltar a sorrir, mas, ainda há um longo caminho a ser percorrido, sobretudo, para os 60+ que foram infectados pelo novo coronavírus. Para muitos, após a alta hospitalar, inicia-se um intenso período de reabilitação. Isso porque a Covid pode deixar sequelas.

    Como manejar estes pacientes tem sido alvo de inúmeras atividades educacionais que tenho participado. Nesta semana, a convite do Hospital Sírio Libanês, participei de uma das edições do programa WebTalks, uma iniciativa da instituição para promover a troca de experiências entre especialistas. No caso, o alvo do debate abordamos como podemos cuidar dos idosos que venceram a infecção, mas apresentam agravos. discutimos os aspectos físico, mentais e de condições prévias do paciente idoso quanto as melhores práticas – com base em evidências – para seu tratamento. Tivemos a oportunidade de, além das aulas, respondermos perguntas de profissionais de saúde. A atividade foi moderada pelo Dr. Luís Reis, diretor de Ensino e Pesquisa do HSL, e pelos companheiros geriatras Luiz Gil (@dr.luizgiljr) e Márlon Aliberti (mjraliberti).

    Este “novo cenário”, do pós-Covid, tem deixado a todos nós, especialistas em envelhecimento, alertas. Na minha prática, tenho acompanhado muitos casos que demandam cuidados não apenas físicos ou mentais, mas emocionais. Esta esfera, reforço, é exatamente onde residem as maiores sequelas da Covid-19, sobretudo entre os 60+. Distúrbios de humor, sono e questões ligadas a memória têm acometido idosos infectados com o novo coronavírus (SARs-CoV-2).

    É fundamental temor compreensão da extensão dos impactos da Covid, para que possamos estar preparados para vencer não apenas o vírus, mas nos recuperarmos plenamente de todos os danos que têm sido gerados por eles, em todos nós. Portanto, vacinem-se, cuidem-se!

Categorias