• 20 jan 21

    Que cuidados você toma para manter a segurança dos seus dados na internet?

    Dados da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), apontam que em 2020 houve um aumento de 60% de aumento em golpes contra idosos. Esta parcela da população, em especial, pode ser alvo de quadrilhas especializadas em crimes digitais e na aplicação de golpes para extorquir dinheiro, vender produtos sem utilidade e/ou mesmo adquirir empréstimos que, de fato, colocam sua integridade e finanças em risco.

    Atualmente com a implementação do “PIX”, meio de transferências bancárias instantâneas, os golpes têm se intensificado.

    Com a pandemia e o distanciamento nem todos os idosos podem ter acompanhamento devido e desta maneira encontram-se mais propensos a cair em armadilhas. Por isso, é importante tomar alguns cuidados:

    – Ao acessar um site verifique sempre se no endereço há “https”e o ícone de um cadeado. Isso denota que se trata de um site seguro;

    – Se você utiliza o aplicativo WhatsApp ative a autenticação em dois fatores. Clique aqui para acessar o passo-a-passo;

    – Ainda no WhatsApp nunca clique em links enviado por pessoas desconhecidas e/ou que solicitem códigos e números de documentos. Não é prática de empresas pedir códigos gerados no seu telefone para confirmação via telefone. Fique atento!

    – Cuidado, bancos e instituições financeiras não enviam motoboys e/ou funcionários retirarem cartões em sua residência. Durante a pandemia esta modalidade de golpe teve aumento de mais de 60%.

    – Proteja seus dados bancários, números de documentos e senhas. Tenha sempre em local seguro anotadas estas informações para caso algum dia venha a esquecer. Além disso, não passe documentos para desconhecidos e/ou contatos via telefone suspeitos. Em caso de dúvidas procure os canais oficiais da empresa (como bancos), para verificar a veracidade do contato/proposta;

    – Não tenha vergonha de pedir ajuda. Sempre que desconfiar de algo procure algum familiar que possa – ainda que remotamente – auxilia-lo com sua dúvida. Assim você diminui as chances de ser mais uma vítima destas quadrilhas;

    – Ligações de empresas vendendo empréstimos e outros serviços que poderão gerar cobranças as vezes são mascaradas. Por isso, a menos que você os tenha procurado, evite fornecer dados por telefone. Priorize canais receptivos (aqueles em que você liga) para tirar dúvidas e que são os oficiais do banco.

    – Peça que alguém de sua família deixe salvo e/ou anotados telefones de empresas como fornecedor de água, internet, luz, gás, bancos (onde possui conta) e demais contatos que possam ser úteis. Assim, você pode fazer contato quando necessário. O mesmo serve para a sua agenda do celular.

     

    Uma vida mais segura -on e off-line – pode fazer com que você chegue bem e sem problemas com sua privacidade e segurança na internet.

Categorias